A linguagem, no sentido mais amplo, significando tudo quanto serve para expressar idéias e sentimentos, é uma das conquistas mais elaboradas da humanidade. Seja gestual, pictórica, falada, escrita, toda ela tem como objetivo descrever, com mais ou menos realismo, aquilo que o humano ser traz dentro de si e aquilo que sua percepção alcança no mundo exterior.

Como evolução deste processo, surgiu a linguagem fotográfica. Sua vocação: representar o detalhe, a minúcia, a objetividade do momento fugidio.

Não se trata de elevar qualitativamente a fotografia acima de outras formas de expressão humana. Mas é inevitável compreendê-la como uma das mais importantes realizações daquela expressão. Obtida através da luz ela se faz, em certo sentido, a própria.

Sendo assim, Fiat Lux !